Foca resgatada em São Jorge é hoje devolvida ao seu habitat natural!

A foca-cinzenta resgatada, a 9 de janeiro, na freguesia do Topo, em São Jorge, por técnicos da Direção Regional dos Assuntos do Mar será devolvida hoje ao seu habitat natural.

O animal, que recebeu o nome de ‘Topo’, foi entregue ao Centro de Reabilitação de Animais Marinhos (CRAM), em Ílhavo, a 10 de janeiro, onde tem estado em recuperação.

Na altura, a foca, para além de estar bastante magra e desidratada, apresentava vários ferimentos no corpo e tinha dificuldades respiratórias.

As análises e os exames realizados revelaram infeção, alterações hepáticas e a nível pulmonar.

O animal foi hidratado e devidamente medicado com antibióticos, tendo-se também procedido ao tratamento das feridas que possuía.

Após a cicatrização dos ferimentos, a foca foi colocada num tanque com água e, posteriormente, transferida para um de maiores dimensões, onde podia nadar e capturar peixe.

Durante este processo de reabilitação, o animal cresceu e engordou cerca de 28 quilos.

Neste domingo, a foca partiu da Galiza, em Espanha, a bordo de um arrastão com destino ao sudoeste da Irlanda, onde será devolvida ao mar.

O ‘Topo’ não foi a primeira foca-cinzenta a ser avistada nos Açores, tendo, em janeiro de 2012, a Direção Regional dos Assuntos do Mar resgatado na ilha do Faial uma foca-cinzenta juvenil fêmea, que também acabou por ser encaminhada para o CRAM.